Ciclo menstrual

Tipos de absorvente: descubra o ideal para você

28 de dezembro de 2020 | Por: Redatora E aí, rolou?

Absorvente interno, externo, coletor menstrual, calcinha absorvente, tamanhos, coberturas, abas… São muitas as opções e tipos de absorvente diferentes que existem hoje no mercado que é normal ficar com dúvida sobre qual escolher.

É muito importante que como tempo você passe a conhecer os diferentes modelos e escolha a opção que te deixa mais segura e confortável. Você pode até pedir opinião, mas a decisão deve ser sempre sua, tá bom?

Já sofremos com toda cólica, inchaço e mau humor da menstruação, para ter que lidar com um absorvente desconfortável ou que te deixa na mão.

E, para escolher, a melhor ou as opções mais adequadas de tipos de absorventes, é preciso conhecê-los. Então, confira as informações que separei pra você logo abaixo! 

Conheça os tipos de absorvente

Até os tipos de absorventes descartáveis ou mais higiênicos serem inventados, as mulheres precisavam “se virar nos 30” para conter o fluxo menstrual. Felizmente, nós temos ótimas possibilidades no mercado e precisamos apenas escolher o que mais nos agrada. Conheça melhor os tipos de absorventes!

Absorvente externo 

O absorvente externo é o um dos tipos de absorventes mais comuns e conhecidos. Com certeza você tem ou já teve um pacotinho. É descartável, prático e funcional, comercializado em diversos tamanhos, diferentes formas, componentes e espessuras. Veja: 

Formatos

  • Diurno: são de tamanho mediano e tem versões adaptáveis, como a parte de trás mais estreita para ser usado com calcinhas menores. É mais indicado para fluxos leves.
  • Noturno: são maiores, mais longos e mais largos, ideais para conter o vazamento durante a noite. Mas mulheres com fluxos mais intensos utilizam esse modelo mesmo durante o dia, pois evita o vazamento.

Cobertura

  • Seca: boa opção para quem não quer ter a sensação de umidade, pois absorve melhor o fluxo. Entretanto, como é feito de polietileno, tem textura plástica que pode causar irritação na pele de algumas mulheres.
  • Suave: é feita de algodão e, por isso, possui toque mais suave e macio. Entretanto não absorve tanto o fluxo, deixando um pouco a sensação de umidade da menstruação. 

Abas

  • Sem abas: não ficam totalmente adaptados à calcinha, podendo sair do lugar. Mas são boas opções para o início do período menstrual, quando o fluxo ainda é pequeno.
  • Com abas: ficam presos na parte debaixo da calcinha, ficando mais seguro e fixo. Entretanto, as abas podem provocar irritação nas virilhas de algumas mulheres.

Como usar o absorvente externo

O absorvente externo deve ser utilizado por até 4 horas para fluxos mais leves e por até 2 horas caso seu fluxo seja intenso, a fim de evitar vazamentos, mau cheiro ou infecções. Já os absorventes noturnos, geralmente utilizados durante a noite podem durar por no máximo 10 horas.

Para usar o absorvente externo, ele deve ser colado no centro das calcinhas, e caso tenha abas, elas devem contornar as calcinhas pelos lados. 

Prós: possui vários tamanhos e formas, podendo se adaptar melhor ao tipo de calcinha que você usa. É descartável, pode ser trocado com facilidade e é eficiente no controle do fluxo menstrual.

Contras: não é econômico, pode causar irritação e desconforto no uso, além de mal odor e proliferação de bactérias. Deve ser trocado com maior frequência, a cada 4 horas no caso de fluxo leve ou moderado ou a cada 2 ou 3 horas nos fluxos mais intensos.

Absorvente interno 

Além de seguro e confortável, o absorvente interno não fica em contato direto com o ar e, assim, não deixa aquele odor característico da menstruação.

Absorvente interno piscina, como é chamado por algumas pessoas, é ideal para as mulheres que quem ir à praia, nadar ou fazer exercícios com tranquilidade, mesmo durante o período menstrual.

É feito de algodão e comercializado em três tamanhos: mini (fluxo leve), médio (fluxo médio) e super (fluxo intenso).

Como usar absorvente interno

Para colocar o absorvente interno corretamente e em segurança, é importante higienizar bem a mão antes, somente depois desenrolar o cordão do absorvente e esticá-lo.

Em seguida, encaixar o dedo indicador na base do absorvente, separar os lábios da vagina com a mão livre que está livre e empurrar suavemente o absorvente interno para o interior, de forma inclinada, na direção das costas.

Algumas mulheres podem ter dificuldade de colocá-lo corretamente nas primeiras vezes. A dica é relaxar e encontrar uma posição confortável para introduzi-lo no interior da vagina, como de pé com uma perna apoiada em superfície mais alta ou sentada no vaso sanitário.

Para facilitar, existem modelos com aplicador que facilita o processo. A troca deve ocorrer de 4 em 4 horas, não podendo ser superior a 8 horas.

Prós: é prático, higiênico, seguro e confortável (quando colocado da forma correta) Além disso,  inibe odores, pode ser usando no mar e na piscina e dá mais liberdade para a prática de atividades físicas.

Contra: não é econômico e pode causar desconforto se não for colocado da maneira correta. Dependendo do fluxo pode ocorrer vazamento e, se usado por mais tempo que o recomendado, pode causar infecções, assim precisa ser trocado por mais vezes. Além disso, algumas mulheres podem ter dificuldades para inseri-lo na vagina.

Absorvente de pano (Absorvente ecológico) 

Muito utilizados na época das nossas avós, os absorventes de pano ainda existem! São fabricados de algodão e revestidos por uma camada impermeável que impede que a calcinha fique suja. O interessante é que eles estão mais modernos, confortáveis e deixam a gente sequinha durante o dia todo, mesmo com fluxo intenso.

Como usar absorvente ecológico

O absorvente de pano tem formato de um absorvente comum e para ficar fixo possui botões para prender embaixo da calcinha. Dependendo do fluxo a troca deve ser feita a cada seis ou oito horas.

Prós: é ecológico, reutilizável e feito com tecido impermeável voltado para a calcinha, que mantém a região da vagina mais sequinha. Aguenta por muitas horas, além de ser confortável e estar disponível em vários tamanhos.

Contras: é preciso ter alguns absorventes de estoque. Além disso, se for necessário realizar uma troca na rua, é preciso guardar o sujo na bolsa para depois lavar.

Protetor diário 

O protetor diário é um protetor externo mais fino, com baixa capacidade de absorção. Por isso, a recomendação é usar somente uns dias antes e depois da menstruação. Ou seja, quando o fluxo está menos intenso.

Como usar protetor diário

Basta colocar o protetor diário no centro da calcinha. O adesivo no absorvente impede que ele saia do lugar, podendo ser trocado a cada quatro horas.

Prós: pode ser trocado com praticidade e possui formato confortável para uso no dia a dia.

Contras: não é eficiente para controlar o fluxo menstrual. E, se usado todos os dias, pode causar irritação, infecção e odores intensos na região. 

Coletor menstrual 

Uma alternativa mais higiênica e sustentável aos absorventes internos, o coletor menstrual, também chamado de copinho coletor, é feito de silicone cirúrgico, material bem maleável e hipoalergênico.

Tem formato de copo adaptado ao formato da vagina, coletando o sangue durante o ciclo menstrual, mas sem absorvê-lo. É lavável e pode ser utilizado várias vezes, podendo durar anos, se bem cuidado e higienizado com água e sabão neutro.

O coletor menstrual é comercializado em vários tamanhos, devendo ser escolhido conforme as necessidades de cada mulher. Por exemplo: idade, fluxo menstrual, altura do colo do útero, entre outros fatores. Pode ser bacana consultar um ginecologista antes, para conhecer melhor o seu corpo

Como usar coletor menstrual

Como colocar coletor menstrual é uma dúvida bem comum. Dobre o coletor em “U” ou em qualquer formato que seja confortável para inserir no canal vaginal, procure ficar em uma posição confortável que te permita relaxar os músculos da região pélvica e introduza o coletor no fundo do canal vaginal, rodando-o para certificar-se de que ele vai ficar perfeitamente encaixado, sem dobras.

O correto é o coletor ficar a 1 cm da entrada da vagina, assim todo o sangue ficará dentro dele. Ah! É muito importante higienizar bem as mãos antes e depois da troca do coletor menstrual.

  Prós: é sustentável, econômico, não causa alergia, evita o mau cheiro e tem menor risco de vazamento. Tem a capacidade de armazenar um grande volume de fluxo, podendo ser usado por até 12 horas. Permite a prática de atividades física, inclusive na água.

Contras: a adaptação do coletor depende do corpo de cada mulher e no início pode ser um pouco difícil inserir e retirar o coletor. Até pegar a prática pode causar pequenos vazamentos quando não ocorre o encaixe adequado. Não pode ser utilizado durante relações sexuais e as usuárias de DIU devem perguntar ao ginecologista se podem utilizar o coletor menstrual.

Calcinha absorvente

As calcinhas absorventes foram lançadas recentemente no Brasil e possuem a aparência de uma calcinha normal. O material tem a capacidade de absorver a menstruação e secar rapidamente, evitando assim qualquer reação alérgica, irritação ou infecção.

É reutilizável e protege de forma confortável mulheres com fluxo menstrual de leve a moderado. Quem tem fluxo mais intenso deve utilizá-la junto com ou outro tipo de absorvente, como o coletor menstrual, por exemplo.

Como usar calcinha absorvente

É só colocar a calcinha absorvente como qualquer outra calcinha e usar normalmente. É recomendada a troca após 10 horas ou a cada 5 a 8 horas, quando o fluxo está mais intenso. Para lavá-la, basta utilizar água e sabão.

Prós: é totalmente higiênica, sustentável, oferece proteção saudável e é mais econômica. Não aparece sob a roupa, é confortável, garante mais segurança para a mulher e menor risco de vazamento.

Contras: é necessário ter mais de uma. E, se for necessário trocá-la fora de casa, será preciso guardar a peça suja na bolsa.

Esponja absorvente descartável

Ainda pouco conhecido e comercializado no Brasil, a esponja é feita com um material maleável e sem agentes químicos, o que evita irritações alergias e irritações na pele. Pode ser uma opção bem cômoda e prática. É comercializada em três tamanhos para diferentes atender às diferentes intensidades do fluxo menstrual.

Como usar esponja absorvente

A esponja deve ser introduzida na vagina, de forma mais profunda possível. Para isso, é importante encontrar uma posição confortável que facilite a colocação. Como, por exemplo, de pé com uma perna apoiada em superfície mais elevada ou sentada no vaso sanitário com os joelhos afastados.

Prós: é confortável, pode ser utilizado na piscina e na praia e permite que a mulher tenha relações sexuais sem ser necessário retirá-la. Pode ser utilizada por até oito horas.

Contras: é descartável, deixa a região mais seca, gera resíduos. Além disso, não tem fio para retirar a esponja, portanto é necessário usar o próprio dedo para retirá-lo do canal vaginal, puxando pelo buraquinho  que ela tem no centro. Não pode ser utilizada por mulheres que esteja usando DIU.

Pronto! Agora você já pode escolher o absorvente que oferece qualidade e conforto para esses dias mais chatinhos do mês!

Referências:

Febrasgo- ELA

Gostou? Compartilhe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Redatora E aí, rolou?


Deixe seu comentário