Relacionamentos e sentimentos

Como ser sexy (sem sem vulgar?)

11 de janeiro de 2021 | Por: Redatora E aí, rolou?

Você já deve ter se perguntado algumas vezes na vida sobre como ser sexy sem ser vulgar? Acredite, não somos as únicas! 

Provavelmente, se você viu posts quanto a esta pergunta elas se associam a dicas de maquiagem, cabelo, roupa, certo? Mas, pensando bem, a ideia de sexualidade e a sensualidade vão bem mais além e incluem outras coisas, assim como o autoconhecimento, honestidade consigo mesmo e auto gentileza. 

Pois é, o autoconhecimento é uma arma poderosa! Ele é capaz de fazer você se sentir mais atraente. E isso, não necessariamente, está ligado à sua forma física ou estar alinhada com os padrões de moda e estilo do momento.

Se formos sinceras e observarmos, há pessoas sexys com os mais diferentes corpos, cabelos, posturas, costumes, enfim, a sensualidade tem muito mais a ver com o modo como você é por dentro e como você se enxerga.

Ficou curiosa pra entender melhor esse assunto? Então, continue a leitura, pois vamos dar informações importantes para você começar a explorar ainda mais a sua sensualidade!

Então, o que é ser sexy?

Quando você pensa em uma mulher sexy, o que vem na sua mente? Se estivermos ligadas aos padrões de beleza do século, provavelmente, a ideia do que é belo, está muito atrelada ao padrão de perfeição imposto pela sociedade. 

O ideal do que é ser sexy para muitas, esteve, por muito tempo, ligada à figura de uma mulher com corpo bem definido, lindos cabelos longos, um olhar sedutor e andar de modelo. Mas precisamos desconstruir essa ideia, primeiro dentro de nossas mentes e depois nos ambientes no qual convivemos. 

Esse conceito vem se transformando e evoluindo, em princípio porque, temos ciência de que a sensualidade feminina não deve ser definida pela maneira como os homens enxergam as mulheres. Agora, quem define o que é ser sexy, somos nós.

Hoje em dia, a ideia de como ser sexy está intimamente atrelada à maneira que uma mulher se sente. Se ela amar o próprio corpo, ser confiante e honesta consigo mesma, sem fingir ser outra pessoa, inevitavelmente, vai passar a se sentir melhor e isso vai externar, transformando-se em uma mulher sexy. 

Então, não é necessário que você comece a usar roupas ou maquiagens diferentes. A sensualidade é a reflexão transmitida quando você está bem por dentro.

Quando nós consideramos nossa beleza e inteligência, ao invés de nos compararmos com padrões estipulados e predefinidos, naturalmente externamos a nossa sensualidade. Não se trata da influência externa, a maior parte do processo acontece de dentro para fora.

Que tal um exemplo?

Você lembra daqueles desfiles da Victoria’s Secrets? Neles, as modelos eram bem magras, altas seguindo todos os padrões. 

Seguir estes padrões de beleza, era algo decisivo, para definir o que eram as características consideradas sexys e o que não era padrão era excluído. Inclusive , um dos diretores da marca, numa declaração bastante infeliz, chegou a dizer que modelos plus size e transgêneros não combinavam com o desfile. 

Mas, em resposta à postura da marca, o mundo da moda se mobilizou e por causa do boicote de vários críticos e da incapacidade da Victoria’s Secrets de abraçar a diversidade, o desfile anual foi cancelado.

Logo mais adiante, pudemos ver mudanças consideráveis de comportamento do mundo da moda mundial, nomes como a cantora Rihanna se destacaram nesta evolução quanto a transformação nos antigos padrões de beleza, moda e estilo, o que trouxe mudanças na ideia de sensualidade que tínhamos,

Com o desfile da marca de lingerie “Savage x Fenty”, Rihanna, para demonstrar que todas as mulheres têm sua sensualidade e beleza, trouxe modelos grávidas, plus size, magras e altas, transgêneros, carecas, de diferentes etnias, exaltando a diversidade de mulheres que existem e, é claro, isso teve uma repercussão  super positiva. 

Afinal, várias mulheres ao redor do mundo se sentiram representadas, identificadas e se viram através do desfile da marca. Através da diversidade, este exemplo, demonstrou que a sensualidade, está longe de caber dentro de padrões pré estabelecidos.

Como ser sexy sem ser vulgar?

A ideia de vulgaridade e ser sensual, por muito tempo, se manteve ligada a questões bastante machistas e à visão do que é a mulher idealizada para o homem e pelo olhar masculino.

Entretanto, você mesma, pode parar e pensar na sua concepção sobre o que é uma mulher vulgar. Pensou?

Ao pé da letra, a palavra “vulgar” se refere a algo comum, ordinário( que está  ali na média, sabe?),  corriqueiro e banal. Porém, antigamente, era o adjetivo usado para caracterizar plebeus ou algo popular.

Infelizmente, ainda se ouve muito falar e até no nosso convívio sobre casos de assédio a mulheres, cuja justificativa do assediador é justamente a de que a vítima estava usando uma roupa vulgar ou provocante demais.  

Mas, diferente do que estes casos podem dizer, quando você respeita o espaço das pessoas com quem interage, e é você mesma, independente da roupa que está vestindo, do penteado, da maquiagem, aí é o momento que conseguimos ser sexys sem ser vulgar.

Como ser sexy?

Você certamente percebeu que, neste texto, a gente não vai dar dicas sobre como ser sexy em relação ao físico. Na verdade, vamos explorar o lado interno disso tudo. Por isso, a seguir, veja as nossas dicas!

Seja honesta

Desde pequenas, somos ensinadas a nos comportamos de “modo feminino”: usar roupas rosas, sentar com as pernas cruzadas, brincar de boneca, dar preferência para saias e vestidos, não falar alto e nem se impor muito. 

Então, quando crescemos, percebemos que muito do que nos foi ensinado não faz sentido. Por que usar saia se eu não me sinto confortável? Por que usar roupas rosas se eu não gosto dessa cor? Começamos a questionar um mundo que tenta, constantemente, ditar como devemos nos comportar.

E é nesse momento que a gente precisa romper a barreira. É necessário encarar o que a gente quer para nossa vida: agradar aos outros ou a nós mesmas.

Não existe nada mais sexy do que ser honesta com quem você é. É possível que você já tenha visto alguma mulher que, teoricamente, estava fora dos padrões antigos da sensualidade e, mesmo assim, não deixava de ser  sexy.

Isso acontece porque a pessoa sabe quem ela é. Essa pessoa reconhece  o seu valor, sabe que é linda independentemente dos padrões, sabe que pode ser, fisicamente, quem ela quiser, mesmo que isso possa incomodar a alguns. Tudo isso é possível por causa de uma coisa: honestidade.

Ou seja, reconheça suas limitações, não tente se adequar ao que outras pessoas dizem que é o certo para você, seja honesta e assuma que você não é perfeita em tudo o tempo todo, porque, afinal ninguém é.

Busque o autoconhecimento

Como ser honesta consigo mesma se você nem sabe, exatamente, quem você é, do que você gosta e o que quer pra sua vida? Portanto, se quer saber como ser sexy, busque o autoconhecimento.

Reflita sobre todas as áreas da sua vida e identifique se você está agindo da forma como deseja ou como é esperada pelos outros. Por exemplo, talvez você tenha vontade de raspar o cabelo, mas não faça isso porque tem pavor do que as outras pessoas vão pensar. Então, por que não raspar?

Talvez você tenha escolhido um curso que não gosta na faculdade por causa da pressão dos seus pais. Então, por que não mudar?

Ou quem sabe,  você esteja em um relacionamento que já não existe mais tanta vontade de estar junto e de construir um futuro. Então, por que não sair disso?

Lembre-se sempre: você pode fazer e ser quem você quiser, independentemente do que os outros vão pensar. Imagina só como deve ser frustrante viver toda a sua vida da forma que os outros esperam?!

Por isso, é fundamental analisar se você está, realmente, satisfeita com as suas escolhas. Se não estiver, não existe problema algum em fazer diferente. Isso não significa que vai ser fácil, mas pode ter certeza que você vai se sentir muito melhor!

Quando entendemos quem somos e passamos a ser honestas conosco, a sensualidade simplesmente flui. Ela aparece sem que você precise forçar algo. 

Conquiste a autoconfiança

Ser autoconfiante em um mundo que nos ensinou a ficar sempre caladas é uma tarefa árdua. Estamos, a todo momento, pensando se a nossa decisão foi certa, se não falamos nenhuma besteira, se devemos ou não opinar sobre determinado assunto.

Você precisa entender que estamos em constante evolução e que vamos errar uma vez ou outra e não tem problema nisso. Podemos tomar uma decisão que, lá na frente, não se revelará muito boa. E tudo bem, às vezes acontece.

E isso não deve ser motivo pra gente sempre ter medo de se posicionar. Se, naquele momento, você acreditou que aquela era a melhor decisão pra você, vá em frente. Seja autoconfiante e não permita que as pessoas façam escolhas por você, apenas porque elas julgam que aquilo é melhor.

Olhe pra dentro de si, se conheça profundamente e seja honesta com você mesma. Não se esconda por medo de errar ou medo do que podem pensar. Você pode ser uma mulher confiante, dona de si e que rege a própria vida. Não deixe que ninguém tente te dizer como viver a sua vida.

Neste artigo, você viu algumas dicas sobre como ser sexy e entendeu que isso não tem nada a ver com estar dentro dos padrões da nossa sociedade. Então, comece a olhar pra si mesma com mais amor e menos cobrança. 

Entenda quem você é, seja honesta e autoconfiante e saiba que a sensualidade vai fluir naturalmente.  

Quer se conhecer ainda mais? Confira outros conteúdos, e saiba mais sobre sentimentos e relacionamentos.  Compartilhe com seus amigos  nos siga nas redes sociais.

Gostou? Compartilhe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Redatora E aí, rolou?


Deixe seu comentário