Logo_05

Primeira vez no gineco: 5 perguntas para fazer para o ginecologista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A ida ao ginecologista é aquele tipo de compromisso que todas nós, mulheres, já estamos acostumadas a marcar no calendário. Afinal, o cuidado desse profissional é indispensável para nossa saúde física e reprodutiva.

 

Porém, infelizmente, esse acompanhamento não é uma realidade para todas. De acordo com uma pesquisa recente da ONG Plan International Brasil, 66% das adolescentes brasileiras nunca foram a uma consulta ginecológica.

 

O dado é muito preocupante! Isso porque o ginecologista é especializado em tratar da saúde feminina, prevenindo doenças, ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), além de uma gravidez indesejada.

 

Então, se você nunca foi ao ginecologista, separamos 5 perguntas que você pode – e deve – fazer ao seu médico.

 

5 perguntas para fazer ao ginecologista

 

Seja você adolescente ou adulta, medos, encanações e tabus sempre nos rondam, certo? Por isso, aproveite a consulta com o ginecologista para deixar a vergonha de lado e tirar todas as suas dúvidas.

 

Ah, e não tem essa de “pergunta boba”. O ginecologista está preparado para responder a diversas questões ligadas ao nosso corpo e emoções.

 

1 – Devo tomar pílula? Qual o melhor método anticoncepcional?

 

Quer entender como funciona o anticoncepcional ou a pílula do dia seguinte? Não sabe qual tipo de pílula é a mais indicada para você? Quer conhecer outros métodos para evitar a gravidez? O ginecologista pode te ajudar com tudo isso.

 

Afinal, a escolha do contraceptivo ideal não é um “uni-duni-tê”. Para indicar o melhor método o médico precisa conhecer seus hábitos, histórico de doenças, contexto da sua vida sexual etc.

 

Lembre-se de que há efeitos colaterais e reações adversas que precisam ser consideradas e acompanhadas de perto pelo ginecologista.

 

ginecologista

 

2 – É normal sentir dor ou ter sangramento durante o sexo?

 

Muitas mulheres têm algum tipo de desconforto quando transam, mas acabam deixando pra lá. Porém, sentir dor ou ter sangramentos pode indicar algum problema mais sério que precisa ser investigado pelo ginecologista.

 

Mesmo que você ainda não tenha vida sexual ativa, é importante fazer essas e outras perguntas sobre sexo. Assim, você estará bem-informada na sua primeira vez.

 

Outras questões, como falta de libido (tesão), pouca lubrificação, sensação de vagina “frouxa”, dificuldades para alcançar o orgasmo e como evitar ISTs também podem ser esclarecidas pelo ginecologista.

 

3 – Fico mal na TPM e minhas cólicas menstruais são muito fortes. É assim mesmo?

 

Inchaço, dor de cabeça, dor nos seios e cólicas são sintomas clássicos da TPM (Tensão Pré-Menstrual). No entanto, se isso te impossibilitar de estudar ou trabalhar, por exemplo, e não melhorar com o uso de medicamentos, avise seu ginecologista. Isso porque esses sintomas durante o período menstrual podem indicar endometriose.

 

 

4 – Ter corrimento ou dificuldade para segurar o xixi é normal?

 

Gostemos ou não, a vagina produz secreções que umedecem e limpam a região naturalmente. Então, encontrar algum líquido na calcinha não é incomum. Mas se o cheiro é forte ou a cor é mais amarelada/esverdeada pode ser sinal de problema. Nesse sentido, o ginecologista pode pedir exames ou recomendar alguma mudança nos seus hábitos.

 

Já quanto à dificuldade de segurar o xixi, se for persistente, pode ser incontinência urinária. Após avaliação, o ginecologista pode recomendar exercícios pélvicos ou até cirurgia.

 

Aliás, outro problema envolvendo o xixi, a infecção urinária, é bastante comum em mulheres. Se você enfrenta essa situação constantemente, não deixe de informar o gineco.

 

 

5 – Quais são os exames ginecológicos que preciso fazer e com que frequência?

 

A recomendação é de que a consulta com o ginecologista aconteça, no mínimo, uma vez por ano. Entretanto, alguns casos exigem acompanhamento mais constante.

 

De qualquer modo, além dos exames clínicos feitos no consultório, o ginecologista costuma pedir análises laboratoriais de sangue e urina, ultrassom pélvico, da tireoide, além do ultrassom transvaginal (para mulheres com vida sexual ativa).

 

A mamografia é indicada para mulheres a partir dos 40 anos. Já quem tem casos de câncer de mama na família pode fazer a partir dos 30 anos.

 

Agora que você já tem uma ideia do que perguntar para o ginecologista, bora marcar essa consulta? Clicando aqui você agenda sua consulta com um ginecologista da sua região.

 

encontre ginecologista

 

Logo_Branco
Copyright 2021. Todos direitos reservados.                   Politica de Privacidade

Copyright 2021. Todos direitos reservados.

 

Politica de Privacidade

CONVERSA ONLINE
E GRATUITA COM GINECO

Passo a passo para ganhar sua consulta grátis:

1. Clique no botão abaixo para ser direcionada ao site da nossa parceira Amorsaude;
2. Escolha um(a) ginecologista no melhor horário para você;
3. Após clicar no horário, cadastre-se na Amorsaude;
4. Digite o voucher EAIROLOU e confirme o agendamento;

5. Pronto! É só aguardar as instruções de acesso por email e SMS para tirar todas as suas dúvidas com seu gineco!