Logo_05

Vergonha de ir ao ginecologista? 5 dicas encorajadoras

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Está adiando sua primeira ou próxima consulta por vergonha de ir ao ginecologista? Ok, sabemos que não é das coisas mais agradáveis do mundo.

 

Porém, esse acompanhamento especializado é primordial para a saúde feminina e pode te ajudar a se conhecer melhor.

 

Por isso, separamos 5 dicas para que você dê o primeiro passo e supere o medo de ir ao ginecologista.

 

1. Não sofra por antecipação

 

Não foque sua atenção na vergonha de ir ao ginecologista. Em vez disso, pense que, no fim das contas, será apenas uma consulta médica.

 

É confortável? Não exatamente. Afinal, ficar sem roupa para ser examinada por um médico é estranho mesmo. Mas a situação ficará ainda mais tensa se você se concentrar só na parte embaraçosa.

 

Converse com sua mãe, irmã ou amigas sobre como são as idas delas ao gineco. É um bom jeito de saber a real e não encanar à toa. Se te ajudar a ficar mais calma, vá acompanhada por uma delas à consulta.

 

2. Se preferir, opte por uma médica

 

A vergonha de ir ao ginecologista que grande parte das mulheres sente aumenta só de pensar que o médico pode ser homem. O que é completamente normal, vamos combinar.

 

Se esse for o seu caso, escolha uma ginecologista para te atender. Ainda pode rolar um constrangimento, claro, mas certamente vai ser mais fácil de lidar.

 

Independentemente de ser homem ou mulher, o ginecologista é um profissional acostumado a examinar o corpo feminino. Sendo assim, não fique na neura de que ele ou ela vão reparar na sua estética.

 

Infelizmente, um certo grau de exposição é necessário para que o profissional consiga fazer os exames corretamente. É para o bem da sua saúde.

 

3. Construa uma boa relação com seu ginecologista

 

Esse ponto é talvez o mais importante de todos. Em outras palavras, se o santo não bater logo na primeira consulta, seja pelo motivo que for, encare como um mau sinal.

 

O papel do ginecologista é quase o de um confidente, alguém disposto a te ouvir e orientar. Quando o profissional demonstra interesse em conversar com você, dá atenção a suas queixas e esclarece suas dúvidas, muito da vergonha de ir ao ginecologista desaparece.

 

Portanto, busque ter um relacionamento sincero, respeitoso e de muita confiança com seu ginecologista. Isso faz toda a diferença e vai te ajudar a se sentir mais confortável com a situação. Nesse sentido, não deixe de avisá-lo sobre dores ou qualquer outra alteração que perceber no seu corpo.

 

Por outro lado, às vezes o primeiro contato não é legal. Como resultado, a gente fica ainda mais travada e a consulta se transforma em uma verdadeira tortura. Se rolar com você, procure outro médico. Não perca as esperanças: você vai achar o ginecologista certo.

 

 

4. Faça perguntas ao ginecologista

 

Além dos exames físicos, muitas mulheres têm vergonha de ir ao ginecologista por causa das dúvidas. “Se eu perguntar isso, o que será que ele/ela vai pensar de mim?”, “Será que essa minha questão é boba?”. Essas são apenas algumas das neuras que impedem muitas de nós de fazer perguntas.

 

A boa notícia é que o ginecologista está mais do que preparado para nos orientar sobre a saúde feminina. Sexo, menstruação, métodos anticoncepcionais, ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e gravidez, por exemplo, são apenas alguns dos assuntos nos quais eles são especialistas.

 

Portanto, anote suas dúvidas (todas!) e as esclareça com o médico. Lembre-se de que a confiança deve ser a base de qualquer relacionamento – e com o ginecologista não é diferente. Ou seja, quanto mais sincera você for sobre o que não sabe, mais bem-informada vai ficar.

 

 

5. Conheça e entenda os exames que deverá fazer

 

O bate-papo com o médico é muito importante, mas os exames também são. Naquele momento em que tiramos a roupa e subimos na maca a vergonha de ir ao ginecologista bate forte, certo?

 

Entretanto, por mais constrangedor que seja, os exames são parte essencial da consulta. De modo geral, envolvem palpação das mamas e do abdômen, além do toque vaginal e o Papanicolau (para quem tem vida sexual ativa).

 

É necessário que o ginecologista faça tudo isso para detectar e prevenir o aparecimento de nódulos, ISTs, HPV e outras doenças. Sendo assim, para ficar mais tranquila, pergunte a ele quais exames serão feitos, como e por quê.

 

Ah, como já mencionamos, o ginecologista é treinado para esse tipo de tarefa. Portanto, não pode – e nem deve – fazer comentários inapropriados sobre seu corpo ou te tocar sem o seu consentimento.

 

Dar uma basta à vergonha de ir ao ginecologista não é simples, mas totalmente possível. Tome coragem, priorize sua saúde e clique aqui para agendar uma consulta com um ginecologista perto da sua casa.

 

ginecologista

Logo_Branco
Copyright 2021. Todos direitos reservados.                   Politica de Privacidade

Copyright 2021. Todos direitos reservados.

 

Politica de Privacidade

CONVERSA ONLINE
E GRATUITA COM GINECO

Passo a passo para ganhar sua consulta grátis:

1. Clique no botão abaixo para ser direcionada ao site da nossa parceira Amorsaude;
2. Escolha um(a) ginecologista no melhor horário para você;
3. Após clicar no horário, cadastre-se na Amorsaude;
4. Digite o voucher EAIROLOU e confirme o agendamento;

5. Pronto! É só aguardar as instruções de acesso por email e SMS para tirar todas as suas dúvidas com seu gineco!