Anticoncepcional

O que corta o efeito do anticoncepcional?

30 de novembro de 2020 | Por: Redatora E aí, rolou?

O que corta o efeito do anticoncepcional? Eis uma pergunta que muita gente se faz, mas a maioria não sabe responder com certeza. E assim, surgem os “achismos” que acabam se espalhando como verdadeiros mitos. 

A melhor forma de tomar o anticoncepcional sem ter maiores riscos é sabendo sobre o assunto, conhecendo mais a fundo sobre a questão. E é, justamente para isso, que estamos aqui. Vamos explicar com maiores detalhes para você o que realmente pode ou não cortar o efeito do anticoncepcional e quais os cuidados reais que é preciso ter na hora de tomar o contraceptivo oral. Confira!

Diferentes tipos de anticoncepcional 

Antes de mais nada, é importante evidenciar que existem diferentes tipos de métodos anticoncepcionais. Temos um artigo completo sobre os diferentes métodos e suas vantagens e desvantagens. 

Assim, se faz importante entender qual o tipo de anticoncepcional que é melhor para você,  o que corta o efeito deste anticoncepcional em específico e qual é o seu uso ideal. Neste artigo, vamos falar principalmente sobre a interação entre pílulas anticoncepcionais e diferentes contextos. 

Como funciona a pílula anticoncepcional? 

A pílula anticoncepcional é um método contraceptivo hormonal de ingestão. São pequenas pílulas contendo hormônios que devem ser tomadas todos os dias, de preferência no mesmo horário, independente da frequência com a qual relações sexuais acontecem. 

Ela pode ser  uma combinação de estrogênio e progestágeno ou conter apenas progestágenos, substâncias que impedem que os ovários liberem os óvulos. Ela também torna o muco presente no colo uterino mais espesso, criando outra barreira para o espermatozóide encontrar o óvulo. 

Esquecer de tomar a pílula corta o efeito do anticoncepcional?

A pílula anticoncepcional precisa ser tomada de forma contínua para assegurar seu efeito de supressão de gravidez. Assim, esquecimentos podem causar ineficácia do método. 

Álcool corta o efeito do anticoncepcional?

Quando ingeridas de forma ocasional e em doses controladas, bebidas alcoólicas não possuem impacto negativo no efeito do anticoncepcional. 

O consumo crônico de álcool pode mudar a velocidade de metabolização diferentes fármacos, dessa forma o álcool pode cortar o efeito do anticoncepcional.  

Diarreia e vômitos cortam o efeito?

Quando acontecem muito próximas à ingestão do anticoncepcional ou de forma constante (muitas vezes ao dia, muitos dias na semana), crises de diarréia e vômitos podem afetar negativamente o efeito do anticoncepcional. Nesses casos, a melhor opção é conversar com o ginecologista que acompanha você. 

Opte sempre por associar a pílula com outros tipos de métodos contraceptivos, como a camisinha, caso sinta-se insegura em relação a uma gestação indesejável.

Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

Você já deve ter ouvido algo do tipo, que antibióticos cortam ou reduzem o efeito da pílula. Mas a verdade é que apenas uma classe de antibióticos foi identificada com tal característica.

Esse medicamento pode acelerar a capacidade do fígado de metabolizar os medicamentos, o que, por sua vez, pode prejudicar na eficácia do medicamento. Isso aumenta as chances da mulher engravidar. Por isso, é importante usar outros métodos contraceptivos durante o tempo de uso do antibiótico, e, também, 7 dias após encerrar o tratamento. Lembrando que essa alteração na eficácia não é apenas para o anticoncepcional, mas para qualquer outro tipo de contraceptivo, como DIU de progesterona, injeção e outros que liberam substâncias dentro do corpo.

Anticonvulsivantes também pode reduzir o efeito da pílula?

Existem alguns anticonvulsivantes que reduzem significativamente o efeito dos anticoncepcionais. Isso acontece porque o corpo metaboliza esses dois medicamentos pela mesma via. Da mesma forma que a pílula é absorvida pelo estômago e intestino, o anticonvulsivante também é.

Mulheres que usam anticonvulsivantes devem escolher junto com seu médico um método anticoncepcional adequado para sua situação.

Barbitúricos podem afetar o efeito dos anticoncepcionais

Os barbitúricos são medicamentos que inibem o Sistema Nervoso Central. podem ser utilizados como calmantes, anestésicos ou como anticonvulsivantes.. Eles podem reduzir, e muito, o efeito da pílula anticoncepcional.

Mais uma vez, uma boa solução é utilizar outros tipos de métodos contraceptivos, sempre com indicação médica.

Inibidores da bomba de prótons corta o efeito do anticoncepcional?

Inibidores da bomba de prótons são medicamentos bastante usados no Brasil , sendo indicados para problemas como gastrite e úlceras. E, se você precisa tomar essa medicação, e também precisa tomar a pílula anticoncepcional, não há com o que se preocupar. A ação de um remédio não interfere na ação do outro.

Antirretrovirais reduzem o efeito do anticoncepcional?

O que são antirretrovirais? Para que você possa entender melhor, eles são medicamentos que combatem vírus e são usados no tratamento da infecção pelo  HIV.

Mulheres com HIV podem fazer uso de todos os métodos anticoncepcionais, sempre sob supervisão médica.

neste conteúdo procuramos responder às principais dúvidas sobre o que pode ou não cortar o efeito do anticoncepcional. De qualquer forma, a nossa recomendação é que você converse com o seu ginecologista. Se você toma outras medicações, mesmo que esporadicamente, como um remédio para dor de cabeça, fale para o seu médico. Pergunte a ele se há algum risco, se há interação medicamentosa e se isso pode afetar na eficácia do contraceptivo.

Quer saber mais sobre o anticoncepcional? Então, acesse o nosso artigo e saiba sobre os efeitos positivos e negativos da medicação!

Gostou? Compartilhe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Redatora E aí, rolou?


Deixe seu comentário