Logo_05

Guia honesto do prazer feminino

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Vamos falar sobre prazer feminino? Orgasmo, masturbação, sex toys, clitóris e tudo mais que envolva a liberdade sexual da mulher, sem tabus ou preconceito. 

 

Descubra que é natural se conhecer melhor, que é natural sentir desejo e que o prazer sexual pode vir de diferentes formas. 

 

Vem com a gente seguir esse guia para mulheres que não têm medo de explorar sua sexualidade ou que querem entender mais sobre prazer feminino e como chegar lá. 😉 

 

Prazer feminino além da penetração

 

Para começo da conversa, é preciso desmistificar que a única forma da mulher sentir prazer é através da penetração. Na sociedade patriarcal em que vivemos, por muito tempo essa foi quase uma verdade absoluta e que precisamos repensar.

 

Seja ela propagada pela cultura pornô, em nossas relações mais próximas ou até mesmo entre conversas com amigas, a penetração pode muitas vezes ser o “ponto alto” desses relatos sobre sexo, mas não é bem assim.

 

O prazer feminino vai muito além da penetração. Na verdade, boa parte das mulheres não consegue chegar ao orgasmo apenas com o sexo vaginal e a penetração, seja ela realizada pelos dedos, pênis ou sex toy/vibrador. 

 

É preciso explorar e se envolver mais. Sexo oral, masturbação, sex toys, beijos, carícias, zonas erógenas, clitóris e um clima propício fazem parte do prazer sexual da mulher. 

 

Além disso, você não precisa estar acompanhada, também é possível explorar seu prazer sozinha e com ajuda de sex toys, se você curtir. Você pode conhecer mais sobre eles, o que são sex toys e seus principais tipos aqui em nosso blog.

 

Agora, vamos conferir porque, para sentir prazer, sem culpa, medo ou vergonha, você deve conhecer seu corpo e explorar suas zonas erógenas.

 

Leia também: Prazer feminino e orgasmos: um direito seu

 

Porque é importante conhecer seu corpo

 

Você sabia que a masturbação é um ato de autoconhecimento? 

 

Conhecer seu corpo, o que te dá prazer, que toques te estimulam e o que você sente em cada zona erógena durante a masturbação é o que você pode fazer em prol da sua autoestima, felicidade, bem-estar e saúde sexual.

 

Toque seu corpo sem culpa nem vergonha. Sinta-se livre e descubra que é natural se conhecer melhor.

 

Além do mais, a masturbação não só ajuda você a sentir prazer sozinha, como melhora sua vida sexual com seu parceiro ou parceira. 

 

Pois, dessa forma, você vai entender melhor seus desejos e o que desperta seu tesão. Podendo ajudar também quem divide esse momento especial com você.

 

Quer saber mais sobre masturbação feminina? Então vale conferir 5 curiosidades sobre masturbação em nosso blog

 

Zonas erógenas da mulher

 

São chamadas de zonas erógenas as regiões que possuem maior sensibilidade e que, quando estimuladas de forma adequada, provocam reações no nosso corpo, de estímulo sexual, de aumento do desejo e/ou tesão.

 

Se você quer saber mais sobre prazer feminino, precisa ficar por dentro de todas as zonas erógenas da mulher. Primeiro precisamos combinar que cada pessoa reage de uma forma diferente a cada estímulo, ok?

 

Então, não é porque alguma área é considerada erógena, que você precisa sentir prazer a partir dela. E está tudo bem, pois o que pode ser prazeroso para alguns, pode não ser para outros. 

 

A dica é: experimente, explore essas zonas erógenas e conheça o que dá mais prazer para você! 

 

Portanto, agora que já combinamos isso, vamos conhecer quais são as principais zonas erógenas para as mulheres. 

 

  • pescoço;
  • coxas;
  • orelhas;
  • boca;
  • seios;
  • mamilos;
  • costas;
  • nádegas;
  • entrada vaginal; 
  • e clitóris.

 

E poderíamos continuar a listar algumas outras áreas propícias para estimular o prazer feminino. Por exemplo, um estudo realizado em 2013 por cientistas de universidades britânicas e sul-africanas apontou que o corpo da mulher possui pelo menos 18 zonas erógenas. Interessante, não? 

 

E que tal começar a explorar mais essas regiões que citamos, sozinha ou acompanhada, para descobrir o que você gosta e o que te dá mais prazer para chegar lá? Fica a dica. 🔥

 

Gozar é diferente de ter orgasmo

 

Você sabia que ter um orgasmo é diferente de gozar? E não necessariamente precisamos ter um para ter outro?

 

Nós sabemos que a maioria das pessoas se refere ao gozo e ao orgasmo como se fossem a mesma coisa, mas na verdade não são.

 

Para as mulheres, gozar significa, de modo geral, produzir muito fluido durante a atividade sexual ou a masturbação. A mulher goza quando está excitada, com desejo e aproveitando o momento. Afinal, conhecemos a importância do fator psicológico para uma transa mais gostosa.

 

O principal sinal de que você gozou é o aumento da lubrificação, e há alguns outros sinais que você pode perceber, como a contração de sua musculatura e espasmos vaginais.

 

Para algumas mulheres, ou pessoas com vulva, também pode ocorrer o squirting. O termo vem do inglês “squirt” e quer dizer esguicho. Ele se refere à ejaculação feminina, que pode ocorrer em alguns casos. 

 

O squirting, ou ejaculação feminina, ocorre quando a mulher realiza a emissão involuntária de um líquido pela vulva, que não possui cheiro nem odor. Tanto para os homens quanto para as mulheres, a ejaculação é relacionada ao gozo e não necessariamente ao orgasmo. 

 

O que é orgasmo?

 

Diferente do gozo, o orgasmo é o ápice do prazer sexual, e, se você tiver um (ou mais), pode ter certeza que você vai reconhecer essa sensação 😉. Ela é uma reação tanto física quanto psicológica, dessa forma, vários fatores influenciam para que ela ocorra.

 

É uma sensação particular de cada pessoa e sabemos como o orgasmo pode ser difícil de ser alcançado, principalmente entre as mulheres. 

 

Por isso a importância de conhecer seu corpo, seus desejos e o que te dá prazer, além de estar em um clima favorável durante a relação, para que o orgasmo ocorra. 

 

A liberdade para se falar sobre sexo entre o público feminino, a educação sexual e o autoconhecimento são peças importantes para que mais mulheres sintam prazer sem culpa e consigam chegar ao orgasmo com relações sexuais satisfatórias e saudáveis para os envolvidos.

 

Clitóris: único órgão cuja função é sentir prazer 

 

Ao falarmos sobre prazer feminino é impossível deixar de fora o único órgão humano cuja função é, justamente, proporcionar prazer sexual. É claro que estamos falando do clitóris.

 

O clitóris, por definição, é um “pequeno órgão erétil do aparelho genital feminino, situado na parte superior da vulva, que se projeta entre os pequenos lábios”.

 

Ele possui muitas terminações nervosas, por isso é tão sensível ao toque e qualquer outro estímulo. São mais de 8 mil fibras nervosas, um número superior, inclusive, ao do pênis, e sua única função, como dissemos, é o prazer sexual. Exatamente, esse é o motivo para ele existir. Demais, né?

 

Você pode saber tudo sobre o clitóris, aqui em nosso blog, vale a pena conferir!

 

Leia agora: Vamos falar sobre clitóris?

 

Prazer feminino sem tabus

 

Agora que trouxemos várias abordagens sobre prazer feminino, esperamos que você consiga explorar mais seu corpo e sua sexualidade sem vergonha ou tabus que já estão bem ultrapassados.

 

Mas é claro que qualquer dúvida você deve tirar com um ginecologista, esse é o profissional indicado para esclarecer perguntas sobre sexualidade. O seu gineco também irá orientar você sobre as melhores formas de exercer sua sexualidade de forma segura. 

 

Lembre-se também de sempre usar camisinha e da importância de usar um anticoncepcional regular, como é o caso da pílula anticoncepcional. O ideal é que seu médico indique o contraceptivo que faz mais sentido para você. 

 

Então já sabe, agende aqui sua consulta com um ginecologista mais próximo de você.

 

consultar com ginecologista

Logo_Branco
Copyright 2021. Todos direitos reservados.                   Politica de Privacidade

Copyright 2021. Todos direitos reservados.

 

Politica de Privacidade

CONVERSA ONLINE
E GRATUITA COM GINECO

Passo a passo para ganhar sua consulta grátis:

1. Clique no botão abaixo para ser direcionada ao site da nossa parceira Amorsaude;
2. Escolha um(a) ginecologista no melhor horário para você;
3. Após clicar no horário, cadastre-se na Amorsaude;
4. Digite o voucher EAIROLOU e confirme o agendamento;

5. Pronto! É só aguardar as instruções de acesso por email e SMS para tirar todas as suas dúvidas com seu gineco!