Seu corpo e sua saúde

Cabelo oleoso: como cuidar e deixá-los sempre lindos!

16 de dezembro de 2020 | Por: Redatora E aí, rolou?

Se você sofre com cabelo oleoso e não sabe como controlar esse problema, pode ficar tranquila. Hoje, nosso papo vai ser a respeito desse incômodo que atinge tantas mulheres e, assim como você, não aguentam mais sofrer com a oleosidade do cabelo.

Além disso, vamos mostrar porque ocorre o aumento da oleosidade e dicas que vão te ajudar a deixar seus cabelos saudáveis, limpos e hidratados. Está pronta pra saber, de uma vez por todas, como cuidar do cabelo oleoso? 

Então, vamos lá!

Como é o crescimento do cabelo?

Para entender os cuidados com o cabelo oleoso, antes você precisa saber como acontece o crescimento dos fios. O ciclo de vida dos nossos cabelos consiste em 3 fases que ocorrem no folículo piloso por meio do bulbo. Ou seja, em uma espécie de cápsula anexada a nossa pele. 

Fase anágena

Essa é a fase responsável pelo crescimento dos fios e pode variar de 2 a 7 anos, com uma média de 4 anos. É na fase anágena que a raiz do cabelo é profunda e as células de cada um deles apresenta rápida divisão para realizar o crescimento. 

Fase catágena

A fase catágena é considerada o período de transição e regressão dos fios. Intermediária, tem duração média de 3 semanas, quando a raiz do cabelo fica superficial e ocorre a diminuição da divisão celular. 

Fase telógena

A fase telógena é a final, em que o fio de cabelo está em repouso porque as células pararam de se dividir. Nesse período nosso cabelo cai, dando início a um novo ciclo. Aqui, os fios ficam até 3 meses em repouso, até cair e dar início a fase anágena novamente. 

O que deixa o cabelo oleoso?

O cabelo oleoso pode ocorrer naturalmente, como é o caso de fios mais finos, lisos e curtos. No entanto, outros tipos de cabelo podem apresentar excesso de oleosidade por diferentes causas como variações hormonais, mudanças no emocional, alimentação e hábitos ruins

O que causa excesso de oleosidade no cabelo?

Como vimos, o cabelo oleoso pode ter diferentes motivos. Além de hábitos nocivos, como lavar os fios com água quente e dormir com o cabelo molhado, a mudança hormonal e lavagens em excesso podem causar aumento na oleosidade dos seus cabelos.

Vamos explicar melhor sobre isso um pouco mais adiante. Agora, é o momento de conhecer os principais motivos que deixam nosso cabelo oleoso.

Dormir com o cabelo molhado

Esse é um péssimo hábito que contribui não só para que o cabelo fique mais oleoso, mas também para a proliferação de fungos e bactérias no couro cabeludo. Além de aumentar a oleosidade, dormir com os fios molhados pode causar problemas mais sérios, como caspa e dermatite seborreica

Lavar os cabelos com água quente

A água quente é uma vilã dos nossos fios. O calor, ao entrar em contato com nosso couro cabeludo, estimula a produção de oleosidade nas glândulas sebácea. Isso acaba deixando o couro cabelo oleoso.  

Usar secador e chapinha com frequência

Assim como a água quente, o calor produzido pelo secador e chapinha aumenta a produção de oleosidade no couro cabeludo, principalmente quando usados próximo da raiz. 

Para evitar o cabelo oleoso, esses são itens que você não deve usar com tanta frequência. 

Mexer muito nos cabelos

Sim! Aquela mania de mexer nos cabelos também é uma das causas do cabelo oleoso. O motivo pelo qual isso acontece é simples: ainda que nossas mãos pareçam estar limpas, elas sempre carregam gordura e sujeira imperceptível que acabam em contato com nossos fios. 

Aplicar produtos perto da raiz

Ao lavar o cabelo e aplicar condicionador, máscara ou creme finalizante próximos da raiz, você pode aumentar a oleosidade dos fios ou até contribuir para um cabelo oleoso na raiz e seco nas pontas. 

O adequado é que produtos como estes sejam aplicados somente nas pontas dos cabelos!

Lavar com frequência

Você se enganou se pensou que lavar o cabelo com frequência pode combater a oleosidade. Essa prática pode causar o efeito rebote, aumentando a produção de óleo no couro cabeludo. Por isso, vá com calma. O ideal é lavar os fios em dias alternados.

Alterações hormonais

Por fim, mas não menos importante, as alterações hormonais podem ser a grande causa do seu cabelo oleoso. 

Seja na TPM (tensão pré-menstrual), durante a gravidez ou mesmo na menopausa, é comum que nossos fios fiquem oleosos. 

Em situações como essa, é importante que você busque auxílio com um(a) endocrinologista, não só para entender melhor como acabar com a oleosidade do cabelo, mas a fim de entender a real a origem dessa alteração.

Por que meu cabelo é oleoso?

Provavelmente seu cabelo é oleoso por algum dos motivos acima. Contudo, você precisa entender que, até mesmo a oleosidade do nosso cabelo tem uma classificação que diz respeito ao sebo natural de nossos fios.

Muitas vezes, o acúmulo desse sebo nos dá uma impressão errada, parecendo que o cabelo está oleoso quando na verdade é apenas acúmulo da substância. Isso acontece quando ficamos sem lavar os fios por algum tempo, por exemplo.

Além disso, não aplicar a quantidade suficiente de shampoo ou não espalhar direito o produto no couro cabeludo também pode causar o falso aspecto de cabelo oleoso. 

Enxaguar os fios abundantemente é fundamental para eliminar os produtos usados na lavagem, evitando a aparência de falsa oleosidade. 

Cabelo oleoso: o que fazer?

Para evitar o cabelo oleoso, você precisa colocar alguns cuidados em prática, começando na hora do banho. 

Tenha o cuidado de escolher produtos voltados para fios com oleosidade, e lembre-se de massagear a região do couro cabeludo de forma rápida, evitando o acúmulo de substâncias que possam aumentar a produção de oleosidade. Além disso, coloque em prática as dicas abaixo:

Use condicionador

Muitas pessoas evitam o uso do condicionador por achar que ele é o responsável por deixar o cabelo oleoso. Na verdade, esse produto é muito importante para ajudar a selar as cutículas dos fios, mantendo seus nutrientes e garantindo que o cabelo seja mais saudável.

O que você deve fazer é ter atenção no momento de usar o condicionador, evitando o contato com o couro cabeludo. Aplique-o somente nas pontas dos fios e enxágue com abundância, até retirá-lo por inteiro. 

Banho de água fria

Você percebeu que a água quente contribui para a produção de oleosidade, visto que o calor aumenta o óleo no couro cabeludo. Portanto, para evitar o cabelo oleoso, o ideal é lavá-lo com água morna ou fria. 

Além disso, o tempo de contato do seu cabelo com a água faz muita diferença. Evite grande exposição ao jato de água, lavando seus fios rapidamente.

Folga para o secador

Evitar o calor também significa diminuir o uso de aparelhos como chapinha, secador e babyliss. Se o uso for inevitável, escolha utilizá-los com o jato de ar frio. Dessa forma você garante que seus fios continuem leves e brilhantes. Além disso, mantenha o aparelho a 15 centímetros de distância do cabelo. 

Cuidado com essa mão

Ficar passando as mãos nos fios ou escová-lo com frequência é algo que contribui para o cabelo oleoso. Você vai precisar ser forte e evitar que isso aconteça. Afinal, vimos que estimular os cabelos constantemente aumenta a produção de oleosidade e leva sujeira e impureza para seus fios. 

Não durma com o cabelo molhado

Esse é um dos maiores pecados que se pode cometer em relação aos fios! Para evitar o cabelo oleoso, não durma com ele úmido ou molhado. Você não vai querer a proliferação de fungos e bactérias na sua cabecinha enquanto estiver sonhando, né!?

Além das dicas acima, é interessante buscar atendimento com um(a) dermatologista. Dessa forma, é possível investigar se você também tem algum desequilíbrio hormonal que possa contribuir para deixar o cabelo oleoso. 

Viu como não é tão difícil cuidar para que seus fios fiquem saudáveis e longe da oleosidade?

Se você gostou destas dicas, segue nossas redes sociais. Assim você fica por dentro de todas as novidades! 

Estamos no Facebook, no Twitter e Instagram

Gostou? Compartilhe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Redatora E aí, rolou?


Deixe seu comentário