Relacionamentos e sentimentos

Como passar por um fim de relacionamento?

29 de dezembro de 2020 | Por: Redatora E aí, rolou?

Fim de relacionamento é sempre bastante complicado, especialmente se ele foi abusivo e você sofreu muito com isso. Mas o mais importante é que conseguiu dar um basta! Agora, é o momento de superar essa fase complicada para a maioria das pessoas.

Afinal de contas, quando nos apaixonamos nos doamos. Queremos estar com a pessoa a todo momento, imaginamos diversas situações de felicidade e até mesmo, tendo uma vida juntos.

Mas nem sempre esses sonhos se tornam realidade. O relacionamento pode acabar trazendo mais sofrimento do que felicidade, pode ir se desgastando com o passar do tempo e assim por diante.

A questão é: como passar por um momento de tristeza e dor, como o fim de relacionamento, da melhor maneira possível?

É exatamente sobre isso que vamos falar abaixo. Confira as nossas dicas e coloque-as em prática!

Quando chega o fim de um relacionamento?

Muitas vezes a gente ainda está com o parceiro e o relacionamento já se encerrou há muito tempo. Estamos ali apenas pelo apego, pelo hábito ou até mesmo porque é conveniente.

Pode ser que você nem goste mais dele ou que você perceba que algo mudou, mas o medo do sofrimento é tão grande que preferimos ficar agarrados a algo que não existe mais. Você só estará machucando a si e ao outro.

Você deixou de ser a prioridade dele — ou uma das — ele já não faz mais planos com você, já não te chama para fazer programas juntos ou, pior ainda, só te convida quando não tem mais nada de interessante para fazer.

Se você sente que as coisas estão dessa forma, não ignore a situação. “Empurrar com a barriga” não vai fazer o problema sumir, só vai adiá-lo e com o sofrimento de ambos.

O que dizer em um fim de relacionamento?

Essa é a parte mais difícil na maioria das vezes: terminar o relacionamento. Ficamos tentando encontrar as palavras certas para não magoar o outro, mas o término do relacionamento é sempre doloroso, não importa como seja.

Ser honesto é muito importante. Se não gosta mais da pessoa é melhor dizer. Isso liberta o outro para viver outras relações e não ficar apegado a uma possibilidade de volta no futuro. Diga o que está te incomodando e, quem sabe, não seja necessário terminar, seja possível resolver o problema.

Quando um namoro, casamento ou qualquer outro tipo de relação chega ao fim é porque um ou ambos já tentaram de tudo para mantê-la, muitas vezes, trazendo bastante sofrimento. Então, pode ser que, muito já tenha sido dito. Agora é hora de dar um ponto final.

7 dicas para lidar com fim de relacionamento

1. Fique perto de quem ama

Nada melhor do que se sentir amada(o) neste momento, é tudo o que precisamos. Amor, acolhimento, carinho e compreensão. E isso a gente só consegue com quem gosta da gente de verdade como pai, mãe, irmãos, primos, amigos e assim por diante.

Quem te ama vai estar lá para te dar apoio. E quando falamos em dar apoio não é apenas dizer umas palavras bonitas.

Estamos falando de tirar um tempo para ficar com você quando está triste. De pessoas que te colocam para cima, que te ajudam a encontrar novos caminhos e que, acima de tudo, mostrem a pessoa maravilhosa que você é.

2. Aceite a situação como ela é

Muito do sofrimento com um  fim de relacionamento acontece porque não aceitamos as coisas como elas são. Queremos brigar com a realidade e isso só traz mais sofrimento.

Viver é exatamente isso. A maioria das coisas não estão sob o nosso controle, não sabemos quando alguém vai terminar com a gente. Para você, tudo pode estar indo às mil maravilhas, mas para o outro, as coisas podem não estar indo tão bem.

3. Permita-se sentir

Algumas pessoas acreditam que demonstrar tristeza ou dor é sinal de fraqueza e, por isso, acabam sufocando os sentimentos. Tudo isso para fazer com que o outro ou os outros pensem que ela não se importa.

Mas de que adianta mostrar um sorriso por fora e chorar horrores dentro do quarto com o choro abafado?

Você é um ser humano com sentimentos como qualquer outro. Lembre-se: a dor não é tão ruim assim quando você percebe que ela existe porque você se permitiu viver algo incrível! Significa que você tentou e isso é o mais importante.

Quanto mais você se permitir sentir o momento, melhor será o processo de cura.

4. Não fique ansiosa

A ansiedade é algo muito ruim quando causa aquela sensação de angústia constantemente. E ela costuma aparecer bastante nesse momento.

Ficamos com pressa de nos recuperar e, quando achamos que tá tudo bem, vem outra recaída e nos perguntamos: quando isso vai acabar?

A verdade é que não existe uma data e um horário e você sabe muito bem disso. Portanto, procure deixar a ansiedade de lado. Pratique meditação — existem bons aplicativos para isso — mindfulness, entre outras coisas que podem ajudá-lo a deixar a ansiedade de lado.

5. Ocupe a mente

Permita-se sentir, mas ocupar a mente neste momento é algo que ajuda bastante a superar a situação de uma forma mais leve.

Arrume o guarda-roupa e separe roupas para doar, escolha receitas para testar em casa, leia um novo livro, organize a semana na agenda, pense em novos projetos e assim por diante.

O mais importante é evitar ficar muito tempo com a mente pensando em coisas não muito boas como os erros que foram cometidos achando que poderiam ter sido evitados. Hoje você sabe disso, mas no momento não. Foi um aprendizado.

6. Pratique exercícios

Essa é uma dica bastante clichê, mas é bastante válida porque consegue oferecer diversos benefícios.

Primeiro porque praticar alguma atividade física vai te deixar com o corpo em forma e mais saudável. Isso melhora a sua autoestima e, consequentemente, o seu amor próprio.

Segundo porque os exercícios liberam uma série de neurotransmissores que nos deixam mais felizes e dispostos. É o caso da serotonina, das endorfinas e assim por diante.

E terceiro, mas não menos importante, praticar exercícios te ajuda a conhecer novas pessoas e fazer novas amizades. Pode ser na academia, no clube de corrida, um grupo de bike e assim por diante.

7. Mude o cenário

Evite ir aos mesmos lugares que você ia com o seu ex. Isso é o mesmo que se forçar a sofrer e a sua mente não precisa disso no momento.

Se puder viajar um pouco, seria ótimo. Mas se não, existem outros lugares para visitar e para conhecer. Chame os amigos para fazer uma trilha, ir comer pizza num restaurante novo ou mesmo aquele cachorro-quente da esquina.

Ficar em casa também pode se tornar bastante prazeroso. Separe um momento só para si, com algumas das suas comidas preferidas, chame os amigos se quiser e coloque um bom filme com muita pipoca. Ou podem ficar apenas conversando e dando boas risadas, o que é incrível.

Fim de relacionamento é bem complicado para grande parte das pessoas e se você faz parte desse grupo, coloque as nossas dicas em prática.

 Se, mesmo assim, as coisas não se resolverem depois de um tempo, procure ajuda de um psicólogo. Ele poderá traçar estratégias específicas para você, sua forma de pensar e de viver.

Gostou? Compartilhe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Redatora E aí, rolou?


Deixe seu comentário